Aprendendo com a adoção.

Existem várias maneiras da adoção de um cão dar certo, embora seja sensato tomar alguns cuidados para que tudo caminhe de forma equilibrada e tranquila. Adotar é um ato de amor, certamente, quem o faz tem toda a boa vontade do mundo, mas, talvez, por isso, problemas relacionados ao convívio possam ocorrer.

Muitas são as histórias de cães que são postos para adoção porque tiveram um passado triste ou traumático. Sempre tem alguém querendo adotar um cão que sofreu maus-tratos ou foram sequelados por acidentes, e dentre tantas razões, a mais comum é por pena.

Tudo bem se for assim, mas é importante que deixemos o passado de um cão para trás. Um cão não carrega o passado na memória, ele é capaz de adaptar-se facilmente a qualquer situação, e para tanto, só é preciso que o humano saiba interver de forma saudável e que faça a coisa certa.

Pena é uma sensação que produz culpa e, por sua vez, provoca diferentes conflitos nas relações homem/cão. Na visão canina, esses sentimentos são as nossas fraquezas, e que precisam ser eliminados para o bem-estar e controle das espécies.

O mundo do cão tem muito a nos ensinar. Amar um cão é respeitar as suas características biológicas. É também tentar enxergar o mundo na sua perspectiva e guiá-lo nos momentos de instabilidades, procurando sempre respeitar a natureza de suas ações.

Aja naturalmente com o seu cão e verá que a nova vida dele será mais fácil e equilibrada.

Colaboraram com este Texto: Francci Lunguinho e Vladimir Lobato