Seu cão é o terror dos jardins?

É muito difícil conciliar cães, sobretudo os filhotes, com jardins em casa. Cães são curiosos por natureza, além do mais têm como principal sentido o olfato, o que aumenta consideravelmente à busca por objetos e elementos estranhos. Grama ou a terra adubada são verdadeiros parques de diversão para os cães. Imagina a quantidade de informações para um cão que esse ambiente contém?

Portanto, sempre que for fazer reformas no jardim ou mover terras, é aconselhável que o cão não tenha acesso na primeira semana para que as plantas sejam naturalmente integradas ao ambiente dele. Depois, introduzi-lo ao ambiente por etapas após 5 ou 7 dias. Os cães são fascinados por bromélias, então, se for a sua escolha para embelezar o seu jardim, seus cuidados devem ser bem mais rigorosos.

Uma dia dica importante, porém, pode gerar um certo desconforto é misturar fezes do cão diluídas nos espaços aonde ele tem mais curiosidade em mexer, isso, naturalmente, causam recusas dos cães, já que eles normalmente se recusam permanecerem num lugar junto ao seu próprio cocô. Por instinto os cães são extremamente limpos.

Para quem tem gatos ou que o jardim dê acesso para gatos da rua, é bom saber que os cães adoram comer o cocô dos felinos. Nesses casos, é bom ficar atento para não provocar mais ainda a fúria destruidora do seu cão.